Um passado perfeito
Um futuro mais que perfeito
Agenda
SEMANA SANTA

O Grupo Gólgota conseguiu que arrancasse o projeto da 1ª Semana Santa em Santa Maria da Feira, pelo qual sempre lutou, na sua vontade de criar tradições na cidade. O Grupo Gólgota contou e conta com a participação, em unidade perfeita, de outras instituições “vivas” de Santa Maria da Feira, como é o caso da Câmara Municipal, da Santa Casa da Misericórdia, da Paróquia, da Empresa Municipal Feira Viva, etc.

As recriações dos últimos dias da vida de Jesus Cristo mantêm os seus momentos altos na “Última Ceia”, na “Entrada Triunfal” e na “Via Sacra” que são complementados por outros momentos da programação com apontamentos em concertos musicais, passando pelas visitas noturnas guiadas aos dois templos católicos de maior referência histórica da cidade, e a Procissão do Ecce Homo ou Endoenças, uma tradição centenária e uma das mais antigas do país.

 


http://www.semanasanta.pt
O Natal cabe todo em Perlim, numa quinta mágica, à sombra de um castelo.

Parque temático de Santa Maria da Feira tem cowboys, agentes secretos e uma pista de gelo para celebrar a época festiva.


http://www.perlim.pt
VIAGEM MEDIEVAL

A Viagem Medieval é o maior evento de recriação histórica medieval do País. Realiza-se, anualmente, durante dez dias consecutivos, no centro histórico da cidade de Santa Maria da Feira, atraindo diariamente 50 mil visitantes.
Com características únicas no país, este projecto diferencia-se pelo rigor histórico, dimensão (espacial e temporal) e envolvimento da população e associativismo local, reforçando uma vasta equipa de mais de mil pessoas de diversas áreas, das quais 250 em regime de voluntariado.
Centrada na recriação de episódios e acontecimentos que marcaram a História local e nacional da Idade Média, a VM começou por realizar-se no Castelo, mas rapidamente se expandiu para todo o centro histórico e zona envolvente, ocupando actualmente uma área de 40 hectares.
 


http://www.viagemmedieval.com
O Imaginarius – Festival Internacional de Teatro de Rua de Santa Maria da Feira é o maior evento de Artes de Rua realizado em Portugal e uma referência internacional. Acontece anualmente, durante dois dias, no mês de maio.

O Imaginarius integra atualmente a rota europeia das Artes de Rua, seja pela sua presença na Circostrada Network, seja por um conjunto de parcerias com outros festivais e projetos de criação, que contribuem para a afirmação de Santa Maria da Feira como capital portuguesa das Artes de Rua.

Através das dinâmicas do Imaginarius 365, Santa Maria da Feira respira Artes de Rua ao longo de todo o ano.


http://www.imaginarius.pt
FESTA DAS FOGACEIRAS

A Festa das Fogaceiras teve origem num voto ao Mártir S. Sebastião, feito pelo povo da Terra de Santa Maria, numa altura em que a região teria sido assolada por um surto de peste que dizimou parte da população. Em troca de proteção, o povo prometeu, em cada dia 20 de janeiro, uma procissão e a oferta de um pão doce e delgado, habituado a ser confecionado para ocasiões especiais: a fogaça.

Esta devoção popular do culto a S. Sebastião recrudesceu na época medieval, devido às catástrofes da altura, como aconteceu em 1505, levando a que manifestações religiosas anteriores, como a festa do Espírito Santo, promovida na época da rainha Santa Isabel, donatária do Castelo da Feira, fossem convertidas no cerimonial da devoção ao Mártir, sempre acompanhado pela fogaça, o pão doce distribuído pelos pobres, dando continuidade à partilha comunitária e assistencial já vivida.

CANÇÃO DA FOGACEIRA

Música: Paulo de Sá
Letra: Carlos Morais
Data: 1942
I
Fogaceira linda e nova,
Deixa-me tirar a prova
Duma fogaça das tuas;
Vendendo-as assim a esmo,
São pedaços de ti mesmo
Que vendes por essas ruas!
II
Quando vais, ó fogaceira,
Vender fogaças à feira,
Vais tão cheiinha de graças
Que nos gestos e meneios
As fogaças lembram seios
E os seios lembram fogaças!
III
Tuas fogaças loirinhas
São certamente irmãzinhas
Das fogaças do teu peito;
Só assim, dessa maneira
Se compreende, ó fogaceira,
Que as vendas todas a eito!
(Estribilho:
Fogaceira minha,
Que linda que és
Com a chinelinha
Toda bordadinha
Na ponta dos pés;
Quando vais andando,
Tens o encantamento,
De rosas dançando,
De lírios bailando
Nas asas do vento!)
I
Fogaceira linda e nova,
Deixa-me tirar a prova
Duma fogaça das tuas;
Vendendo-as assim a esmo,
São pedaços de ti mesmo
Que vendes por essas ruas!
II
Quando vais, ó fogaceira,
Vender fogaças à feira,
Vais tão cheiinha de graças
Que nos gestos e meneios
As fogaças lembram seios
E os seios lembram fogaças!
III
Tuas fogaças loirinhas
São certamente irmãzinhas
Das fogaças do teu peito;
Só assim, dessa maneira
Se compreende, ó fogaceira,
Que as vendas todas a eito!
FEIRA DOS 20

Feira mensal,
realiza-se no dia 20 de cada mês
FEIRA DO VELHO

Feira de venda de antiguidades,
velharias e coleccionismo, realiza-se no primeiro Domingo de cada mês
FEIRA DO MEL

Feira do mel, realiza-se em Dezembro, no Domingo
antes do Natal
SANTA MARIA DA FEIRA (SEDE)
Rua António Castro Corte Real, 16 - Ap. 1
4524-909 Santa Maria da Feira
Tlf (+351) 256 363 470
Fax (+351) 256 365 616
site@jf-feira.pt
HORÁRIO DA SECRETARIA
Seg. a Sex. 9:30h - 12:00h | 13:30h - 18:00h
TRAVANCA (EXTENSÃO)
Praceta do Eleito Local
4520-801 Travanca
Tlf (+351) 256 372 263
HORÁRIO DA SECRETARIA
Terça e Quinta 18:00h - 19:00h
SANFINS (EXTENSÃO)
Rua da Junta de Freguesia, 13
4520-530 Sanfins
Tlf (+351) 256 302 083
HORÁRIO DA SECRETARIA
Terça e Quinta 19:00h - 20:00h
ESPARGO (EXTENSÃO)
Avenida de S. Tiago, 109
4520-108 Espargo
Tlf (+351) 256 067 530
HORÁRIO DA SECRETARIA
Seg. a Qui. 9:00h - 12:00h | 14:00h - 18:00h